Saltar para o conteúdo

REVOLUTION–2–CHICAGO FIRE–0

Agosto 18, 2013

Vitória da melhor equipa,,,,

 

Náo foi um grande jogo de futebol, longe disto, mas a equipa da casa foi melhor prinçipalmento nos segundos 45 minutos.

Na primeira metade desta partida o futebol foi sempre muito mauzinho, os dois conjuntos não conseguiam fazer quarto passes seguidos, era um futebol jogado aos repelões, e as duas equipa práticamento não craiaram uma unica oportunidade de golo.

E foi preçiso esperar pelo minuto 19 para ver um remate á baliza, com Juan Luis a meter a bola en Mike Magee com este a rematar de primeira e Matt Reis a defender para a frente e o mesmo jogador a fazer a recarga e Matt Reis a defender desta vez para canto.

Matt Reis que já não era titular desde o mes de abril, voltou e fez uma boa exibição, mantendo a sua baliza inviolavel.

E assim chegariamos ao intervalo deste tão pobre jogo de futebol, jogo em que as duas equipas podiam ter feito muito melhor, é que nas duas equipas não houve um fio de jogo, com cause todo o jogo a ser feito pelo çentro do terreno, nunca se vi uma jogada pelos flancos com cruzamento para a area.

Na segunda metade foi um pouco melhor , e o Revolution chegou ao golo ao minuto 54, num contra ataque rápido com a bola a ser metida em Agudelo e este a ficar na frente de Sean Johnson e a fazer um chapéu ao guarda redes do Chicago Fire.

Quanto a nos a bola nunca chegou a entrar na baliza, porque o defesa Austin Berry com um pontapé de biçicleta tirou a bola para a entrada da area,mas o arbitro mandou a bola para o çentro do terreno.

Estava feito o primeiro golo do jogo e para o para a equipa da casa, o que veio dar mais alento aos comandados de Jay Heaps para o resto desta partida.

Mas apartir deste golo o Revolution começou a praticar um melhor futebol, e enervou a equipa do Chicago Fire, que até aqui não estava a fazer um bom jogo, a partir do golo sofrido ainda complicou mais o seu jogo.

E o Revolution cause voltava a marcar, quando Agudelo meteu a bola em Kelyn Rowe com este a rematar de primeira para boa defesa do guarda redes do Chicago Fire.

E a equipa da casa prçisava de fazer o segundo golo para poder descansar, porque o 1-0 era escaso e o Fire podia chegar a igualdade.

E foi novamento o Revolution e por intermédio de Diego Fagundez que se escapou lelo lado direito e rematou forte para nova defesa de Sean Johnson para canto.

Mas o Revolution havia de chegar ao segundo golo mas já nos descontos, de quando um resalto de bola em que Kelyn Rowe se anteçipou a defesa do Chicago fire e rematou para o fundo da baliza.

Estava feito o resultado final,e uma vitória muito melhor do que a exibição, mas 3 pontos que podem ser bastante preçiosos para a entrada nos playoffs.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: